Uma colisão entre dois veículos e uma moto deixaram um pedreiro de 60 anos com várias fraturas pelo corpo. O acidente aconteceu no cruzamento das Ruas Nylson Shimidt com a Rua Lamartine da Silva Paiva, no Bairro Jardim Olímpico, em Pouso Alegre/MG na terça-feira, 27/3. Imagens de uma câmera de segurança divulgadas em rede social mostram o momento exato em que houve o abalroamento. A Rua está passando por reformas, e está sendo asfaltada o que exige por parte dos motoristas maior atenção e velocidade minima ao trafegar por um cruzamento em obras.

O vídeo mostra que todo cuidado é pouco, o pedreiro José Maria Ribeiro está trafegando pela rua Lamartine Silva Paiva e para corretamente no cruzamento com a rua Nylson Shimidt, ele tem visão que um veículo se aproxima e para sobre sua moto e aguarda no cruzamento. Em Seguida, uma caminhonete Fiat Strada vem no sentido oposto e atravessa o cruzamento sem parar. É neste momento que o segundo carro, um Ford Fiesta, que vinha  pela rua Nylson Shimidt atinge a lateral da caminhonete, que é lançada sobre o pedreiro e sua moto, próximo a crianças que ali brincavam na esquina com suas bicicletas.

O pedreiro é atingido violentamente na perna e cai, batendo a cabeça no meio-fio da calçada.Com varias fraturas em três costelas, na clavícula e no pé direito ele não consegue se levantar e pede ajuda. O motorista do Ford Fiesta mostra-se preocupado e usa o celular para chamar socorro à vítima. Ele foi levado ao Pronto Atendimento do Hospital da Clínicas Samuel Libânio pelo Corpo de Bombeiros. José Maria teve também além das fraturas já mencionadas, quatro dentes quebrados.

Segundo o B.O. (Boletim da Ocorrência) registrado pela Polícia Militar, o motorista do Fiesta, alegou que estava em velocidade reduzida com a via e que o outro motorista não respeitou a preferência no cruzamento. Por outro lado o motorista do Fiat Strada disse que observou que as condições estavam favoráveis para passar pelo cruzamento sem parar e que o outro veículo estava em alta velocidade. A perícia vai analisar as imagens e tirar as próprias conclusões para saber quem estava certo e quem estava errado, já que o local por estar em fase de obras, exige velocidade compatível para o local e prudência dos motoristas, principalmente nos cruzamentos e presença de crianças brincado no local.

A PM também registrou que nunca existiu sinalização horizontal nestas ruas. Ainda segundo o Boletim de Ocorrência, existe uma placa “pare” na Rua Lamartine Silva Paiva a 12 metros do cruzamento. Os motoristas envolvidos no acidente, mais o pedreiro vitimado, terão que comparecer no Juizado Especial para buscar um acordo entre as partes. A audiência foi agendada para julho.

Direto da Redação

Comentários

Publicidade