O alvo número 1 da Operação Luz na Infância, que acontece em todo o Brasil nesta quinta-feira, 17/5 contra a pedofilia, foi preso em Minas Gerais. Um advogado de 26 anos, filho de advogados e morador de Uberlândia/MG, se tornou alvo da Polícia Civil depois que foi identificado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) um fluxo de 750 mil arquivos de cunho pornográfico envolvendo crianças e adolescentes no IP do investigado.

A partir dessa informação, a polícia iniciou as investigações para identificar quem era o dono da conexão e chegou até o advogado, que teve sua residência verificada nesta manhã para cumprimento de mandado de busca e apreensão. “A quantidade de arquivos é tão grande que o perito vai gastar 12 horas para fazer a transferência do material”, diz o delegado Matheus Cobucci, coordenador de Operações Policiais da Superintendência de Investigação e Polícia Judiciária da Polícia Civil.

Além do alvo de Uberlândia, a operação que acontece em 24 Estados mirou outros 67 endereços em Minas Gerais, distribuídos em 32 cidades. Até o momento 20 pessoas já foram presas em flagrante por terem sido encontrados materiais de cunho pornográfico infantil em seus dispositivos eletrônicos.

Em Minas Gerais, as ações acontecem em diferentes regiões do Estado. Veja os locais: Betim, Belo Horizonte, Além Paraíba, Baependi, Barbacena, Carmo do Cajuru, Cataguases, Contagem, Divinópolis, Entre Rios de Minas, Formiga, Governador Valadares, Guaxupé, Ibirité, Ibiá, Ipatinga, Itabirito ,Juiz de Fora, Manhuaçu, Muriaé, Pará de Minas, Sarzedo, Sete Lagoas, Santa Luzia, São Gonçalo do Sapucaí, São Gotardo, São Sebastião do Paraíso, Tarumirim, Timóteo, Uberaba, Viçosa e Uberlândia.
Investigação

As investigações que resultaram na operação conseguiram identificar diversos materiais pornográficos. Segundo o Ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, mais de 1 milhão de arquivos, entre fotos, vídeos e outros documentos obtidos em ambientes virtuais, com conteúdos relacionados a crimes de abuso sexual de crianças e adolescentes foram analisados.

Em todo o país, estão sendo cumpridos 579 mandados de busca e apreensão. Já foram presas 132 pessoas em flagrante. A operação é realizada em 284 cidades, abrangendo o Distrito Federal e mais 24 Estados Brasileiros.

Fonte: EM/GP/JC Fotos: Polícia Civil divulgação

Comentários

Publicidade