Atacante está prestes a regressar ao recinto do Palmeiras.

Em 27 de novembro de 2016, Gabriel Jesus fez a última partida dele no Allianz Parque pelo Palmeiras. Foi um jogo contra a Chapecoense, time que passaria por uma tragédia dois dias depois. Naquele domingo o Verdão assegurou o título do Campeonato Brasileiro. Quase um ano depois, o atacante voltará ao mesmo palco, desta vez para defender a Seleção Brasileira. Ele vai enfrentar o Chile, nesta terça-feira, às 20:30 de Brasília (00:30 de Lisboa).

A partida entre Palmeiras e Chapecoense foi tensa. Não dá para dizer que Gabriel Jesus brilhou em campo, mas ele foi importante. No lance do gol decisivo, por exemplo, foi ele quem sofreu a falta que deu origem a tudo, aos 24m minutos do primeiro tempo. Após cobrança de Dudu e passe de Zé Roberto, Jesus fez um “corta-luz” bonito. Moisés deu assistência de letra para Fabiano marcar um golaço em bela jogada coletiva.

As jogadas individuais não deram tão certo. Aos 29′, por exemplo, Gabriel driblou Gimenez, mas o chute foi para fora. Aos 43 minutos, ele ficou frente a frente com o goleiro Danilo, mas perdeu ótima oportunidade.

No segundo tempo o Palmeiras recuou, então Gabriel Jesus tocou ainda menos na bola. A participação foi discreta até o fim, mas ele mostrou a tradicional raça de sempre e ajudou o time a segurar a vitória. Quando o juiz apitou o final do jogo, Gabriel caiu no chão e começou a chorar.

Entre as lágrimas, fez alguns discursos bonitos. Repetiu a frase que São Marcos já tinha dito quando se aposentou: “Nunca esqueçam de mim, porque nunca vou esquecer de vocês”. Depois prometeu: “Não é um adeus, é um até logo”.

O “logo” chegou rápido. Jesus brilhou no Manchester City e na Seleção Brasileira, então garantiu a titularidade para o jogo desta terça. Vai ser uma ótima oportunidade para brilhar no palco em que se consagrou.

Comentários

Publicidade