A Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte da Prefeitura de Pouso Alegre realizou na manhã de sexta-feira (31 de maio) o encerramento das atividades comemorativas do Maio Amarelo, movimento dedicado a campanhas de trânsito seguro e redução de acidentes com envolvimento de veículos

O encerramento contou com presença de autoridades, na Praça Senador José Bento e foi precedido por uma caminhada pela Av. Dr. Lisboa, da qual participaram escolas, instituições, empresas, órgãos da administração pública e de segurança.

As comemorações do Maio Amarelo transcorreram durante todo o mês, quando foram desenvolvidas ações no município, todas elas com a proposta de conscientizar a sociedade para um trânsito seguro e preservação da vida.

As atividades do Maio Amarelo incluíram blitzen e palestras educativas, simulação de acidentes e atuação de socorristas,  exposições, apresentação teatral por alunos de escolas municipais, entre outras. O movimento envolveu, além da Prefeitura Municipal através das Secretarias de Educação, de Trânsito e de Saúde e Superintendência de Lazer e Turismo,   polícias Militar e Rodoviárias Estadual e Federal, 14º GAC, Corpo de Bombeiros, Câmara Municipal, ACIPA, Superintendência Regional de Ensino, APAE, SEST/SENAT e empresas privadas.

A campanha Alcançou milhares de pessoas, que receberam orientações como riscos de embriaguez ao volante, utilização de telefone celular, excesso de velocidade e importância do uso de equipamentos de segurança. O tema da campanha deste ano foi “No trânsito, o sentido é a vida”, que lembrou a todos a importância de respeitar a sinalização e as regras de segurança para a preservação de vidas.

Maio Amarelo

Inspirado em movimentos internacionais como o Outubro Rosa e o Novembro Azul, que abordam, respectivamente, as temáticas câncer de mama e câncer de próstata, o Maio Amarelo tem por objetivo contribuir para a diminuição dos índices de mortes e feridos no trânsito.  O símbolo do movimento é um laço na cor amarela, que ressalta a segurança no trânsito como questão de saúde.

Fonte: Ascom PMPA

Comentários

Publicidade