I Simpósio Científico Tecnológico de Engenharia FAI. Professores e coordenação do Curso de Engenharia de Produção, coordenação do Curso de Sistemas de Informação, colaboradores, convidados e direção FAI.

O curso de Engenharia de Produção da FAI – Centro de Ensino Superior em Gestão, Tecnologia e Educação, recentemente aprovado pelo MEC com nota excelente no Enade, é o único no Brasil com Certificação Green Belt.

O Green Belt é um nível da metodologia Seis Sigma, uma metodologia de melhoria de processos que se baseia em fatos e dados na busca de mudanças que vão gerar melhorias, empregando uma série de ferramentas de análises de processos e dados em tempo ágil.

O objetivo do Certificado Green Belt é desenvolver no profissional a confiança para desafiar os paradigmas, a partir da compreensão do pensamento estatístico de todo o sistema de atividades e serviços da organização, de forma que este possa contribuir para o desenvolvimento de novas estratégias de melhorias de processos, eliminação de desperdícios e diminuição de suas variações que estão alinhados com a manutenção do Sistema de Qualidade e Boas Práticas na Indústria e nos Serviços.

De acordo com o professor do curso de Engenharia de Produção FAI, Lincoln Souza, o(a) engenheiro(a) de produção tem uma formação multidisciplinar e, por isso, é preparado para entender os diferentes processos de organizações de diversas áreas. Ele afirma: “O desafio dentro da indústria 4.0 é desenvolver projetos que façam a conexão e a integração dos processos, incluindo as áreas de fabricação, fornecedores, distribuição, seleção de tecnologias integrando e inserindo sempre inteligência no processo. O profissional tem ainda a possibilidade de atuação em diversas áreas, o que garante a alta empregabilidade e evolução na carreira de forma dinâmica”.

O objetivo do curso da FAI de Engenharia de Produção juntamente com o Certificado de Green Belt é desenvolver no profissional a confiança para desafiar os paradigmas, a partir da compreensão do pensamento estatístico de todo o sistema de atividades e serviços da organização, de forma que este possa contribuir para o desenvolvimento de novas estratégias de melhorias de processos, eliminação de desperdícios e diminuição de suas variações que estão alinhados com a manutenção do Sistema de Qualidade e Boas Práticas na Indústria e nos Serviços.

A Coordenadora do Curso de Engenharia de Produção FAI, Caroline Miranda Borges, declara: “O mercado de trabalho urge por profissionais criativos que saibam dar soluções de baixo custo e de forma imediata! É necessário acompanhar a revolução tecnológica e o engenheiro formado pela FAI tem acesso às novas tecnologias o que o auxilia nas tomadas de decisão. Os projetos integrados de engenharia possibilitam o conhecimento de processos direto do piso de fábrica e proporciona uma visão prática e aplicada já nos primeiros meses de aula. O ensino híbrido cria a interatividade aluno-máquina necessária para o melhor desempenho do aluno em disciplinas técnicas tais como: desenho 3D, modelagem e simulação de processos, análises estatísticas Seis Sigma e as análises de dados em plataformas digitais. O nosso diferencial está na inovação do ensino aplicado para uma mente cada vez mais crítica e analítica.”

Ana Paula, graduanda da primeira turma de Engenharia de Produção FAI com Certificado Green Belt afirma que ter escolhido a FAI foi o passo mais importante, pois além de ser uma Instituição reconhecida, do conhecimento teórico também há o desenvolvimento prático junto as empresas.

“Além de todo o conhecimento e desenvolvimento, temos o certificado Green Belt, primeiro curso de Engenharia de Produção no Brasil que já vem com essa certificação e isso é muito importante para a indústria 4.0 que espera profissionais cada vez mais capacitados e processos confiáveis. Sinto-me orgulhosa em fazer parte dessa Instituição!”, declara Ana Paula, graduanda da primeira turma de Engenharia de Produção FAI.

O professor Vinicius Montgomery declara que o profissional de Engenharia de Produção, ainda mais com o Certificado Green Belt, é bastante requisitado no mercado por ser responsável pela qualidade, produtividade e processo da empresa pois tudo deve processado com eficiência e agilidade, ainda mais na era da indústria 4.0 com vários aspectos tecnológicos novos.  “O Curso de Engenharia de Produção da FAI já tem um nome no mercado, com praticamente todos os alunos empregados na área e com o Certificado Green Belt e isso só confirma a excelência com que trabalhamos”, afirma.

E para quem ainda não se decidiu sobre qual área seguir, o Vestibular de Verão da FAI será dia 26 de janeiro, com inscrições até dia 25/01 e conta com cursos reconhecidos pelo MEC com as melhores notas do ENADE. Os Cursos são: Administração, Ciências Contábeis, Engenharia de Produção, Pedagogia e Sistemas de Informação.

E para os vestibulandos 2019 a Instituição tem um Novo Programa de Bolsas com três modalidades: a Bolsa Incentivo, a Bolsa Reembolsável e a Bolsa Filantropia. O aluno pode acessar www.fai-mg.br/vestibular e fazer a simulação de bolsas e identificar qual delas se encaixa em seu perfil. As vagas são limitadas e somente para iniciantes em 2019.

Fonte: Ascom / FAI

Comentários

Publicidade