O jornalismo na atualidade está condenado ao mundo digital? Como os jornalistas podem manter a credibilidade de seus conteúdos em meio a tanta informação produzida até mesmo por quem não estudou para isso? Estas são duas das principais polêmicas do contexto atual em que está inserido no jornalismo, uma das áreas mais afetadas pela ascensão tecnológica.

É interessante que estudantes, profissionais e a sociedade em geral se aprofundem nessa abordagem para entender o que mudou e o que permanece intacto quanto à produção jornalística e o que está por vir. O jornalismo oferecido da TV jornal da cidade é uma opção incrível para quem visa se capacitar, atualizar, se promover ou aperfeiçoar-se dentro deste mundo on line. Ele é hoje um dos Sites que visam tanto a melhoria do seu conteúdo quanto o conhecimento de conceitos importantes sobre os fatos que acontecem na cidade, no estado e no país para colocá-los em prática em seus noticiários diariamente.

Se nas décadas de 80 e 90 os jornalistas vivenciaram a troca das máquinas de escrever pelos computadores, no século 21 não são vistas substituições, mas sim ferramentas que devem ser agregadas a um conjunto de ideias e interesses coletivos. Surgiram a internet, os dispositivos móveis, as redes sociais, e nesse contexto, as informações podem ser transmitidas de forma muito mais rápida e fácil e no JC do jeito que você gosta.

Há 20 anos, quando o JC foi lançado em Pouso Alegre, os editores e repórteres viviam para lá e para cá buscando e confirmando dados, entrevistando fontes e personagens pessoalmente e esperando a reação dos leitores por meio de cartas ou do ouvi dizer. Hoje, as redações estão cada vez mais tecnológicas e os jornalistas devem trabalhar seguindo parâmetros específicos para atrair públicos cada vez mais imediatistas: as notícias são atualizadas em tempo real a fim de atender todas as expectativas e se destacar entre a concorrência.

O grande público, na verdade, além de estar em busca de informações atualizadas e que sejam dadas de forma rápida, quer conteúdos claros e objetivos, que vão “direto ao ponto”. Muitas vezes, os leitores estão atrás do típico lead, elemento jornalístico que deve responder às questões fundamentais de qualquer notícia: o quê, quem, quando, onde, como e por que – não mais que isso.

Por essas e outras que há uma discussão envolvendo quem pode oferecer a mesma notícia melhor. Há quem diga que seus critérios não são seguidos pela maioria dos profissionais por conta da profusão e alta rotatividade de ideias e informações. E é ai que entra o site www.tvjornaldacidade.com para impor a sua diferença na vidraça principal que internautas e seguidores da boa informação exigem cada tempo mais.

Processo de informação no jornalismo

Os critérios do jornalismo adotado pelo JC, são extremamente importantes para que os fatos sejam reproduzidos fielmente e cheguem ao público final com clareza, coerência e segurança na notícia produzida.

Esse é um detalhe que não pode ser ignorado pela equipe do JC, muito menos por profissionais já atuantes na área, pois é ele que garante o reconhecimento de qualquer bom jornalista no mercado de trabalho. A audiência, a visualização, a consulta, foco principal de qualquer veículo de comunicação, não pode tomar conta das preocupações principais do jornalista. Ela deve nortear seu trabalho dentro da empresa onde trabalha, no contanto com suas fontes de informações acreditando que, o profissional deve seguir com sua missão de oferecer materiais de qualidade, de interesse público e que sigam a ética da profissão.

O jornal da cidade na apuração de seus conteúdos jornalísticos acredita que essa é uma das fases mais primordiais, pois é nela que se identifica a importância na notícia para o público e a veracidade das informações recebidas de fontes. Aqui o essencial é analisar o perfil de todas as pessoas que serão entrevistadas, bem como aquelas que serão citadas na matéria; apurar os dados meticulosamente a fim de não restarem dúvidas e não fragilizar a notícia.

Quanto aos que são entrevistados o JC sabe que é o momento de ouvir quem tem algo a dizer sobre a pauta. Escolhidos anteriormente e já analisados pelo jornalista responsável, os entrevistados devem ser tratados com respeito independente da situação em que forem abordados. É essencial que as perguntas feitas retirem o máximo de informações para ajudar na construção de um material bem completo e fiel. Para não esquecer ou errar, é preciso antecipar um roteiro com as principais questões, e ouvir atentamente todas as respostas. É muito possível que surja alguma novidade entre uma resposta e outra. E esse detalhe é fundamental quando o entrevistado tem liberdade para responder a sua maneira, a pergunta a ele dirigida com critérios, focando o assunto pautado.

Na edição de nossas matérias com todos os dados coletados e entrevistas realizadas, gravadas ou anotadas, o editor-chefe deve se preparar para estruturar tudo para se tornar uma notícia. Nessa hora, ele vai selecionar aquilo que mais interessa, engavetar aquilo que pode ser utilizado em um outro momento, e excluir as informações que não são pertinentes para publicação.

Jornalismo e a Internet

Bom, como já foi dito, a internet revolucionou diversos segmentos e o jornalismo está entre os principais envolvidos. Com a ascensão da web, os veículos físicos, como revistas e jornais, perderam um pouco de sua popularidade e, com isso, as redações sofreram desfalques gigantescos. A partir disso, pudemos ver – e ainda estamos vendo – uma transformação no que diz respeito ao “ambiente de trabalho” do jornalista atual. Em 2010 a TV Jornal da Cidade entrou no ar, se tornando a primeira TV Web de Minas Gerais e a quinta em nível nacional, estando no pioneirismo das informações que foram surgindo na época, e nos orgulhamos de ser a primeira de Pouso Alegre a levar informações on line para o mundo.

Podemos citar alguns exemplos que, de certa forma, favorecem a atuação deste veículo de comunicação que este ano completa 20 anos levando informações e liderando o mercado editorial da cidade e região. Mesmo em meio à crise vivida pelo país, encontramos na internet uma saída para exercer a atividade com mais rapidez e modernidade. São muitas alternativas possíveis: blogs, canais de vídeo, podcasts, redação e edição de textos para empresas ou pessoas, atuação como ghostwriter, revisão de textos variados, incluindo trabalhos acadêmicos, institucionais entre muitos outros fazem de nós uma grande empresa prestadora de serviços local e regional.

A questão é que, se de um lado a internet tem sido uma pedra no sapato da audiência dos impressos e até mesmo para o rádio e a TV, por outro, ela potencializa as chances de atingirmos públicos cada vez maiores. Os conteúdos jornalísticos, sejam eles publicados em um site próprio ou provenientes da imprensa formal, continua nas bancas da cidade e região, e podem ser disseminados nas redes sociais, ajudando na captação fácil da opinião pública e na interação com os nossos seguidores.

A credibilidade em nós foi conseguida graças à veracidade das informações postadas e revisadas criteriosamente, o Jornal impresso caminha para os seus 20 anos de existência e a Web TV completa no próximo ano 10 anos de atividade. Neste percurso, outros sites e jornais tem desfilado ao nosso lado, impondo suas marcas e padrões de se fazer jornalismo atuante e moderno, conforme a atualidade exige de cada um de nós. Com perseverança, otimismo e amor ao trabalho, vamos nos expandindo ao nosso modo, servindo de exemplo a outros companheiros que desejam também informar com precisão e conhecimento. Afinal o Sol nasce para todos.

Com pessoas honradas, investindo em nosso Jornal Impresso e também no Site, a TVJC é hoje referência de jornalismo sério e atuante no Sul de Minas, como um dos mais velhos da turma que hoje disputam o calor do mesmo Sol. E nessa corrida, rumo a 20 anos de existência, podemos afirmar, sem medo de estarmos cometendo uma injustiça: na nossa frente, apenas os internautas e seguidores. Só rogamos ao Pai Celestial que no dê saúde para continuarmos liderando o mercado editorial em nossa cidade e região como um dos mais importantes informadores do Sul de Minas.

A todos que nos acompanham e tem investido em nosso projeto, muito obrigado, mas, muito obrigado mesmo! Trabalhamos por vocês!

Neilo Machado jornalista MTB 12.675MG


Loading…

Comentários

Publicidade