As dificuldades financeiras enfrentadas pelo Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL) pela falta de repasses do Governo do Estado para a manutenção dos serviços de saúde tem gerado comoção na população, que não mede esforços para ajudar a instituição e demonstra carinho e respeito pelo trabalho prestados no município e região. Um grupo de voluntários da cidade de Estiva se uniu para produzir uma festa e um show da dupla sertaneja Rio Negro e Solimões, onde a renda será revertida para ajudar financeiramente o Hospital das Clínicas Samuel Libânio (HCSL). A ideia nasceu da boa vontade de Vanessa Cardoso Borges, que após assistir a uma reportagem produzida pela EPTV sobre a crise financeira do Hospital decidiu unir forças com a comunidade local e ajudar o HCSL.

Rifa de bezerro

Outra doação recebida nesta semana foi do produtor rural de Congonhal, Júlio Roberval de Souza, que juntamente com seu sócio, João Rodrigues da Silva, fizeram uma rifa de um bezerro e arrecadaram R$ 2.210,00 que foram doados nesta segunda-feira, 8 de abril. “Tenho acompanhado o excelente trabalho que os três homens de bem tem feito em prol desta Hospital. São guerreiros, que mesmo sem dinheiro fazem o milagre do bem, de ajudar as pessoas que mais necessitam. Me solidarizei com a crise financeira do Hospital e fiz uma rifa para ajudar o Hospital Regional. É pouco, mas é de coração essa ajuda”, disse emocionado o produtor rural Júlio de Souza.

Gratidão

Com o objetivo de agradecer o atendimento humanizado que sua filha vem obtendo no HCSL, o casal Emerson Aquino Donizete e Andreza Magalhães fez a doação de um frigobar para ser usado no Banco de Leite.  “Somos gratos e estamos muito felizes de poder ajudar um pouco esse Hospital que é tão importante para Pouso Alegre e região. Esse novo conselho mostra preocupação com a humanização do atendimento e é composto por pessoas do bem, que vivem o bem e lutam pelo bem”, enfatizou o doador.

Palavra do presidente da FUVS

“Recebemos com alegria e satisfação esses ações solidárias. Estamos felizes com a boa vontade em ajudar nosso Hospital, que passa por grave crise, pois desde setembro do ano passado não recebemos os repasses do Governo Estadual. A dívida ultrapassa a marca de R$ 37 milhões. Parabenizo a todos e agradeço a todos”, disse o presidente da Fundação de Ensino Superior do Vale do Sapucaí (FUVS), José Walter da Mota Matos.

Fonte: Ascom FUVS

Comentários

Publicidade