O que é misoneísmo? Aversão ou oposição a todo tipo de inovações, novas ideias, mudanças, descobertas, progresso entre outras. Misoneísmo, [do grego misos = ódio, aversão + neos = novo + -ismo]

A não mudança pode corresponder a um simples comodismo, a uma exagerada preocupação e medo com o novo. Interesses políticos, sociais econômicos e religiosos costumam acioná-lo em prol da manutenção do poder e da boçalidade.

Sinônimo de misoneísmo é neofobia. A palavra “neofobia” deriva do grego “néos” = novo e “fobos” = medo.

Todas as fobias são tipos irracionais de medo que podem causar ansiedade e pânico. De fato, as fobias representam um tipo relativamente comum de transtorno de ansiedade. Elas podem ser tratadas através de terapias comportamentais cognitivas e de técnicas de exposição e redução do medo. Mas apesar de ser algo relativamente comum no nosso cotidiano, existem alguns tipos bem específicos de fobias que chamam a atenção por conta das suas peculiaridades. Um bom exemplo disso é a neofobia, que apesar de ser desconhecida por muitos, é mais comum do que parece. A neofobia é o medo de experimentar ou vivenciar qualquer coisa nova, ou seja, é o medo irracional de novas situações, lugares, comidas ou objetos. A neofobia pode se tornar algo muito sério, já que ela pode levar a pessoa a alcançar poucas realizações pessoais e ter um impacto negativo na construção da sua vida social.

A neofobia pode estar relacionada ao medo de fracassar em algo. No entanto, é importante destacar que tanto para se obter sucesso quanto para fracassar, é necessário arriscar. Ambos os resultados são extremamente compensadores, cada um à sua medida, pois eles forçam você a se adaptar às novas circunstâncias.

A desconstrução do medo acontece no fator resiliente no empenho de alcançar a primazia. Esse interesse causa mudanças valorosas em tempos difíceis e criam indivíduos valentes. Tais indivíduos criam empreendimentos grandiosos para fortaleza de si e de outros. Mudanças maravilhosas leva-nos ao jardim de delícias, a beleza da arte, da poesia e do amor.

“Nada muda, se a gente não mudar”. “Ou a gente muda, ou tudo se repete”. “A mesmice”, “repetição”, “rotina”, “marasmo”, tudo isso chama-se: “Liturgia mortal”. “Mudar para melhor é a posse de todo bem”. A mente renovada anseia por novos horizontes! Há muitos tesouros a serem descobertos, há muitos mistérios a serem revelados e a nossa consciência está nessa jornada!

A psicanálise incentiva, motiva profundas mudanças em prol de realizações para o bem-estar físico, psicológico e transcendental.

Dr. Inácio José do Vale
Psicanalista Clínico, PhD
Professor e Conferencista
Atende na Comunidade de Ação Pastoral – CAP
Bairro São Cristóvão – 
Pouso Alegre – MG
Membro da Sociedade Brasileira de Psicanálise Contemporânea e Membro da Ordem Nacional dos Psicanalistas/RJ – Apresentador do Programa Psicanálise Clínica pela TVJC

Direção: Neilo Machado – Produção e Imagens: Anderson Campos

Comentários

Publicidade