Foi apresentado na câmara um relatório que aponta irregularidades na construção de galerias pluviais na cidade. Segundo Comissão Especial formada por vereadores, o projeto que foi executado não tinha condições técnicas de acabar com os alagamentos.

As obras das galerias pluviais foram feitas de março a dezembro de 2015 durante a administração de Agnaldo Perugini (PT). Segundo o projeto, a estrutura foi ampliada em 756 metros de extensão e deveria resolver os problemas de em algumas ruas do Centro.

Mesmo depois das obras terem sido concluídas, os alagamentos continuaram, o que levantou suspeitas sobre o serviço. A comissão formada por cinco vereadores identificou problemas desde a licitação até a conclusão das obras.

Um dos pontos levantados pelos vereadores é de que o projeto executado foi feito há mais de 20 anos e não foi readequado considerando o crescimento da cidade. Segundo o relatório da câmara, a obra ultrapassou R$ 10 milhões.

O relatório final vai ser encaminhado para o Ministério Público Estadual e também para a prefeitura. Em nota, o ex-prefeito Agnaldo Perugini disse que não cabe a ele dizer como a obra deveria ter sido feita, já que ele não tem formação técnica para isso e que são as secretarias específicas que têm essa missão. Perugini disse que todas as realizações da administração dele seguiram as orientações legais e auditorias internas e externas.

Comentários

Publicidade