Um mês depois da última partida como titular, Lucas Romero reaparece entre os 11 do técnico Mano Menezes em uma partida do Cruzeiro. Ele fará doravante dupla de volantes com Henrique, substituindo Hudson, machucado. Justamente contra um adversário que foi quase como um “divisor de águas” na temporada para a Raposa e em partidas que poderão definir o objetivo do clube no Campeonato Brasileiro.

Foi diante do Palmeiras que o Cruzeiro chegou às semifinais da Copa do Brasil, com um gol marcado por Diogo Barbosa aos 39 minutos do segundo tempo. Se o lateral não marcasse, o Cruzeiro estaria desclassificado, e a saída da competição poderia ser jogada nas costas de Romero, que desviou o chute de Keno, que morreu nas redes de Fábio.

– Aquele foi um grande jogo, fizemos um grande jogo. Quando eles fizeram um gol, tive a má sorte de fazer contra. Mas aí a gente pensou: a gente não pode ficar desse jeito fora. A gente sabia que o gol iria chegar, e chegou. Mas sabia que quando a gente passou, a gente tinha muita possibilidade de ser campeão – garante o volante cruzeirense.

O Palmeiras se tornou um divisor de águas na Copa do Brasil, mas também no Brasileiro. Na vitória sobre a equipe paulista por 3 a 1, no primeiro turno no Mineirão, Romero quase deixou o dele, mas a bola desviou em Hudson antes de estufar a rede palmeirense. Foi também a partir do jogo contra o time paulista que o Cruzeiro melhorou o desempenho defensivo, após a promessa de Mano Menezes. E continua a ser a quarta melhor da competição com 28 gols sofridos. Agora, o Cruzeiro e Palmeiras podem novamente dar rumos à temporada, já que o Verde está na caçada ao líder Corinthians.

– O Cruzeiro quer sempre ganhar, temos que pensar nos nossos objetivos no Brasileiro, temos que ir jogo a jogo, só pensamos em ganhar. Um jogo de seis pontos, que vai ser muito importante para nós. Estamos a seis pontos do Palmeiras e, seguramente, vamos tentar diminuir estes pontos – garante Romero.

Um mês depois…

A última vez que Lucas Romero foi titular foi no primeiro mês de outubro, no empate por 1 a 1 com o Corinthians, logo após a conquista do título da Copa do Brasil. Depois, o jogador entrou no segundo tempo contra Ponte Preta e Grêmio e ficou fora das derrotas para Coritiba e Atlético-MG. Romero ganha a vaga porque Hudson teve uma lesão constatada e só volta aos gramados em 2018. O jogador argentino lamenta a contusão do colega.

– Logicamente que não é bom entrar na vaga de um companheiro que machuca. A gente fica chateado com a lesão do Hudson, é um cara profissional, que ajuda muito o time, mas tenho a oportunidade de voltar ao time e tenho que estar preparado para jogar.

O Cruzeiro está em quinto lugar no Brasileiro com 47 pontos, a seis pontos do Palmeiras. Se vencer, a equipe se recupera no Brasileiro e ganha fôlego para disputar o vice-campeonato. Além de Romero, Mano Menezes também traz como novidade no time o atacante Rafael Marques, ex-Palmeiras, e que entra na vaga de Rafael Sobis.

 

Comentários

Publicidade